Prefeitura de Maceió e MPE discutem recuperação do Riacho Salgadinho

Na tarde dessa segunda-feira (20), representantes da Prefeitura de Maceió se reuniram com promotores do Ministério Público Estadual (MPE) e órgãos públicos para dar andamento à força-tarefa que vai recuperar o Riacho Salgadinho. Na reunião, o grupo de trabalho debateu sobre as ações que serão feitas e apresentou levantamentos e o diagnóstico dos impactos físico e biótico da bacia do Vale do Reginaldo para, assim, dar continuidade aos trabalhos.

Após um mês do primeiro encontro, quando ficaram acordadas diversas atividades para os órgãos envolvidos na força-tarefa, a segunda reunião objetivou a entrega dos relatórios para o MPE. A próxima reunião ficou marcada para o final de abril, na sede da Procuradoria Geral de Justiça, no Poço.

Segundo a Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet) e da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum), um dos maiores fatores para contribuição da degradação do riacho são as obras irregulares nas margens do canal, além do descarte de matérias orgânicas. Entre as ações para a recuperação do Salgadinho estão a limpeza do riacho, já em andamento, e o Projeto Jardins Filtrantes.

Prefeitura se reúne com MPE para discutir recuperação do Riacho Salgadinho. Foto: Raíssa Barbosa (Ascom Sedet)

Limpeza mecanizada do Riacho Salgadinho

A Slum já iniciou mais uma etapa de limpeza do Riacho Salgadinho. A limpeza mecanizada está sendo realizada por uma escavadeira hidráulica e visa diminuir os bancos de areia e retirar o lixo encontrado no riacho. A ação também acontece em todo o Canal do Reginaldo. O gestor da pasta, Davi Maia, afirma que o trabalho deve durar, aproximadamente, dois meses.

“O trabalho é longo e árduo, mas estamos confiantes neste projeto. Todos os órgãos municipais, seguindo uma diretriz do prefeito Rui Palmeira, seguem empenhados e trabalhando incansavelmente. Desta maneira, reafirmamos, que precisamos da colaboração de todas as instituições envolvidas”, garante Maia.

Participaram também da reunião os promotores de Justiça Antonio Jorge Sodré Valentim de Souza e Lavínia Silveira de Mendonça Fragoso, representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet), Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), do Instituto do Meio Ambiente (IMA), da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização (Seminfra), da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum), Procuradoria Especializada Ambiental e Urbanística do Município, da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) e do Batalhão de Polícia Ambiental de Alagoas (BPA).

O projeto 

O projeto Jardins Filtrantes da Prefeitura de Maceió vai recuperar toda a bacia hidrográfica do Vale do Reginaldo, valorizando paisagística e socialmente as margens do Salgadinho, no trecho de dois quilômetros lineares. Visa, ainda construir um Jardim Filtrante em escala piloto para tratamento inicial de uma pequena vazão do riacho de forma a verificar a eficiência deste tipo de tratamento para as condições especificas do local. Toda a área será beneficiada com passarelas, decks de convivência, cinco plataformas para limpeza e manutenção do canal, duas ciclovias e a construção de dois quilômetros de calçadas acessíveis.

Raíssa Barbosa (Ascom Sedet) e Sarah Mendes (Ascom Slum)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *