Polícia Federal deflagra Sururugate contra fraudes na folha de pagamento da Assembleia de Alagoas

Policiais realizam buscas na sede do Legislativo estadual para apurar crimes que vão desde pagamentos do órgão a pessoas mortas até a beneficiários do Bolsa Família

A Polícia Federal cumpre na manhã nesta quinta-feira, 30, mandados de busca e apreensão na Assembleia Legislativa de Alagoas (AL) para apurar fraudes na folha de pagamentos do Legislativo estadual. Chamada de Operação Surugate, investigação é realizada em parceria com o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) e aponta que, dentre as irregularidades, havia desde mortos até beneficiários do programa Bolsa Família recebendo salários da assembleia.

De acordo com o Estadão, ao todo, cerca de 80 pessoas, entre auditores da CGU e policiais federais participam da operação. Segundo a CGU, levantamentos apontaram que os pagamentos realizados pela Assembleia a indivíduos cadastrados em programas sociais do governo federal, incluindo o Bolsa Família, somente entre 2010 e 2013, ultrapassaram o montante de R$ 15 milhões.
A fiscalização identificou um conjunto de falhas na folha de pagamento da AL que ia desde a subdeclaração de informações da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS); acumulação ilegal de cargos e empregos públicos; percepção de benefícios sociais, previdenciários e da reforma agrária em desacordo com a lei; e pagamentos a servidores após registro de óbito no Sistema de Controle de Óbitos (SISOB).

Os envolvidos no esquema podem responder pelos crimes de participação em organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *