Paris teme ataque de kamikazes biológicos, diz relatório

Terroristas planejam ataque com suicidas infectados por doenças

Alvo de diversos atentados nos últimos anos, a cidade de Paris, capital da França, corre o risco de ser atingida por terroristas suicidas infectados por doenças contagiosas.

É o que diz um relatório do Secretariado-Geral da Defesa e da Segurança Nacional, órgão subordinado ao governo francês, citado pelo jornal Le Figaro . Segundo o documento, grupos radicais estão tentando “obter meios nucleares, biológicos ou químicos para vender a ideia de que dispõem de armas de destruição em massa”.

Uma das ameaças seria o uso de suicidas contaminados com doenças altamente contagiosas – o relatório cita até um “furto bacteriológico” ocorrido em maio de 2016, em um hospital de Paris, e ainda não esclarecido. Esses kamikazes poderiam entrar no país no período de incubação da patologia e assim furar os controles sanitários.

Além disso, o documento alerta para o perigo do “terrorismo tecnológico”, lembrando que “diversos engenheiros e técnicos de informática fazem parte da última onda de combatentes que partiram para se juntar ao Estado Islâmico”.

Desde o início de 2015, quando jihadistas mataram 12 pessoas em um tiroteio na redação do jornal Charlie Hebdo , Paris está em alerta máximo contra possíveis atentados. A situação se agravou em novembro daquele mesmo ano, quando uma série de ataques deixou 130 mortos na capital.

terra

31/03/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *