Mulheres bloqueiam ponte no RS em ato contra mudanças na previdência

Manifestantes bloquearam a BR-290, na Ponte do Guaíba, desde a 6h. Movimentos sociais fazem manifestação contra a reforma previdenciária.

Manifestantes começaram uma caminhada por volta das 6h desta quarta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, na ponte do Guaíba, na BR-290. São, em sua maioria, mulheres que fazem parte da Via Campesina, e a outros movimentos sociais ligada ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST).

As manifestantes chegaram ao local em cerca de 30 ônibus vindos de diversas partes do Rio Grande do Sul. Com o bloqueio total da rodovia, uma grande fila de veículos se formou no acesso a Porto Alegre.

Após o início da caminhada elas seguiram pela Avenida Sertório, seguiram pela Avenida Farrapos, passando pela Rodoviária, Avenida Mauá, até a concentração em frente a uma agência do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), já por volta das 9h.

A principal reivindicação é a proposta de reforma da previdência elaborada pelo governo federal que altera, entre outros pontos, a idade mínima para a aposentadoria. Com o lema: “Aposentadoria fica, reforma sai”, elas carregam faixas e cartazes pelo caminho.

A movimentação é acompanhada pela Brigada Militar. Conforme a organização, 3 mil pessoas participam do ato. A BM não deu estimativa de participantes.

Por volta das 10h, o grupo se dirige para a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, onde participa de um cerminário no auditório Dante Baroni, que marca o fim do ato.

g1

08/03/2017

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *